fbpx

WMS: por que o sistema é importante no e-commerce?

Entenda o que é e como funciona em lojas de grocery e outros

Warehouse management system. Este é o nome completo do que, em português, chamamos de Sistema de gerenciamento de armazém ou estoque. Ou seja, o WMS. Cada vez mais utilizadas por varejistas online, o software foi projetado e construído para otimizar os processos de armazenamento, distribuição, cadeia de suprimentos e atendimento da empresa. Basicamente, qualquer marca que lide com produção, estoque e uma equipe cheia de funcionários com diversas funções pode utilizar o WMS. 

Na prática, ele atua justamente como um sistema de gerenciamento de estoque, servindo como base para tornar todas as operações presentes no supply chain mais eficientes. Em muitas empresas, o WMS é implementado para complementar os procedimentos e protocolos de gerenciamento já existentes. Dependendo dos pontos fracos que a marca está procurando fortalecer, o WMS pode ser o sistema mais indicado para atender às necessidades do negócio e torná-lo mais eficiente e organizado.

O que é o WMS?

O Sistema de gerenciamento de estoque, assim, fornece funcionalidade para ajudar a agilizar e melhorar os processos de estoque, desde o processo de entrada até sua saída, passando por todo o caminho, incluindo devoluções. O WMS também pode ser conectado e integrado a outros tipos de software, de modo que os processos em toda a empresa sejam todos interconectados, fluidos e simplificados. Algo que combina perfeitamente com a era atual do varejo omnicanal, igualmente necessário para atender à demanda do cliente.

Com um sistema de gerenciamento de estoque que inclui recursos relacionados ao atendimento ao cliente, o WMS é capaz de rastrear pedidos, prazos de entrega, procedimentos de envio e feedback do cliente por meio de um sistema centralizado em tempo real. Naturalmente, essa comunicação sem delay reduz drasticamente ruídos e equívocos, pois dificulta que ocorram erros humanos e as perdas de tempo gerais que ocorrem ao atender novos pedidos.

Autônomo x Integrado

Existem duas opções principais para usar o WMS. Você pode escolher um software autônomo e integrá-lo com o resto de seu back office e sistemas operacionais; ou optar por uma solução integrada, onde o WMS compartilha o mesmo banco de dados e fluxos de trabalho que seu gerenciamento de pedidos, estoque e contabilidade.

WMS Autônomo: Poder ser integrado a outros sistemas, como softwares de gerenciamento de pedidos e de compras. O foco, porém, é o gerenciamento de estoque.
WMS Integrado: Incluído no ERP existente ou software de back office, pode atuar também como módulo adicional. Aqui, o WMS compartilha o mesmo banco de dados de todos os seus pedidos, estoque, contabilidade, CRM e relatórios.

Ambos possuem vantagens e características que podem melhor servir ao processo da empresa, dependendo do tipo de público, produto, tamanho e alcance da marca, entre outros fatores. 

 

Vantagens do WMS

O warehouse management system pode fazer muito por uma empresa em termos de eficiência e precisão. Entretanto, em relação ao estoque, os benefícios são diversos. O WMS também pode ser projetado ou configurado para atender requisitos específicos da empresa, entregando funções diferentes de acordo com a necessidade. Além disso, também pode ser usado especificamente para os tipos de mercadorias que a marca vende e, assim, entregar soluções mais específicas. 

Algumas das principais características do WMS são:

Geração de relatórios automáticos
Rastreamento de estoque
Escalabilidade 
Decisões baseadas em dados (Data-driven) 
Atendimento rápido de pedidos
Redução de tempo, erros e custos de processamento

Com o WMS trabalhando junto de leitores de código de barras e outras ferramentas, a empresa consegue ser muito mais rápida na separação e embalagem de pedidos e, assim, o atendimento é feito em bem menos tempo,  da mesma forma seu processamento, separação e envio.

 

Grocery: benefícios para o segmento

Ainda que o WMS sirva para qualquer área de atuação, alguns segmentos podem se beneficiar de maneira mais intensa. Entre eles, o de grocery. Isso porque o WMS permite que as empresas do segmento cumpram as regulamentações que estão cada vez mais rígidas, assim como características que são muito peculiares ao setor. 

Recursos essenciais, como rastreamento de data de expiração e de lote, FIFO (first-in / first-out), FEFO (first-expiration / first-out) e roteamento e planejamento de transporte, podem ter um controle mais eficiente e rápido com o sistema de gerenciamento de estoque. 

Ao implementar as opções de entrega e coleta para compras online, as empresas podem ter que adicionar funcionalidades aos sistemas existentes na loja online que antes eram incluídos apenas no estoque local e nos pontos de venda físicos. Assim, o WMS pode ser flexível o suficiente para lidar com movimentos de grandes quantidades exigidas pelo atendimento da loja, mas também em quantidades menores e de itens diversos ao mesmo tempo.

Outra razão pela qual o WMS é uma boa opção para o setor está no fato de poder controlar melhor pedidos para entrega em domicílio mesmo em dias em que este atendimento poderia levar muito tempo, evitando congestionamento. Tudo isso sem que o consumidor precise esperar dias por produtos que, geralmente, necessitam que sejam entregues em questão de horas. 

Quer saber mais? A Maeztra possui experiência em mais de 20 segmentos e atua com o que há de mais atual em termos de tecnologia. Entre em contato conosco e veja o que podemos fazer por seu negócio.

 

notícias e insights

Confira as principais novidades da Maeztra e também do mundo do e-commerce.

notícias e insights

Confira as principais novidades da Maeztra e também do mundo do e-commerce.

notícias e insights

Confira as principais novidades da Maeztra e também do mundo do e-commerce.